Dicas de alimentação para crianças menores de 3 anos

Até os seis meses de vida, toda criança deve se alimentar apenas do leite materno. Depois desse período até os dois anos, ela deve começar a beber água, chás e consumir, gradativamente, outros alimentos, como cereais, tubérculos, frutas, legumes e carnes. Se a criança estiver mamando, deve fazer essas novas refeições três vezes ao dia. Caso contrário, cinco vezes, sempre respeitando os horários normais da família e o apetite da criança. Essas são algumas dicas que o Ministério da Saúde vem divulgando na tentativa de melhorar a qualidade da alimentação na primeira infância.

Outras orientações podem ser encontradas em uma cartilha criada pela Coordenação Geral de Política de Alimentação e Nutrição do órgão. Os novos alimentos devem ser incluídos na dieta inicialmente em forma pastosa, oferecidos em colher pequena ou média. Os pratos sempre devem ter alimentos variados e coloridos, o que garante uma alimentação rica e saudável. Frutas, legumes e verduras, devem ser consumidos diariamente.

Já o açúcar branco, o sal, o café, os enlatados, as frituras, os refrigerantes, as balas, os salgadinhos, e outros alimentos menos saudáveis, devem ser evitados. O cuidado com o manuseio, a higiene e a conservação dos alimentos são fundamentais. Atenção: crianças doentes e convalescentes devem ser estimuladas a comer, mas nunca forçadas.

A partir dos três anos

Nessa fase, a criança já pode comer alimentos com mais consistência e deve manter as cinco refeições diárias. Três refeições principais e dois lanches, como os adultos. Cereais (arroz e milho), tubérculos (batatas), raízes (mandioca e aipim), pães e massas, além das carnes, frangos, peixes, ovos, frutas, legumes e verduras, nunca devem faltar. Arroz e feijão são muito nutritivos e podem compor as principais refeições. Leite, queijos e iogurte, também fazem bem à saúde.

Quanto menos sal, gorduras e frituras, uma pessoa consumir, melhor. Por isso, a dica é evitá-los. Outro alerta da cartilha é que ingerir líquido durante a refeição dificulta o processo de digestão, independente da idade.

Fique de olho

Recentemente, diversos jornais de circulação nacional noticiaram as altas concentrações de agrotóxico em alimentos in natura, como pimentão, morango, tomate e outros. Na ocasião, a própria Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou que os consumidores buscassem produtos cultivados naturalmente.

Os alimentos integrais e orgânicos são recomendados e podem ser grandes aliados na manutenção da saúde e da qualidade de vida. Praticar esportes, se divertir e brincar são atividades fundamentais para a manutenção da saúde. Por isso, estimule seu filho a gastar energia e aproveitar a vida.
Conheça as dicas do Ministério da Saúde para crianças de até dois anos

notícia publicada no boletim da Alana (não gosto desta ong mas a matéria é boa)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: